terça-feira, dezembro 30, 2008

GQL: Quatro Irmãos

Pela graça de Deus estamos chegando ao final do ano de 2008, e não tenho nenhuma dúvida das bençãos derramadas sobre nós, autores deste blog.
Conheci Nilton Rodolfo e Renan Diniz no ano de 2004, na Igreja-Mãe em Belém do Pará. Na época, Rodolfo tinha apenas 14 anos e ainda era conhecido pelo apelido de "kikinho" e Renan, recém saído da adolescência,havia acabado de passar por um complicado problema cardíaco, sendo miraculosamente curado. Em 2005 conhecemos Carlos Eduardo, outro "moleque" recém voltado ao lar.
Na medida em que nos conhecemos, também crescíamos muito no conhecimento da palavra, sendo que pela graça de Deus, conseguimos galgar a honra de servirmos como líderes adolescentes em nossa congregação. Todavia, nem tudo são flores em nossa história.


Nilton Rodolfo


Lutas, exílio, vitória

Não é muito fácil ter um posicionamento bíblico em meio há tantas doutrinas estranhas ao evangelho. Da feita que começamos a nos posicionar acerca de determinadas práticas, gradualmente começou a haver crescente retaliação, discussão e um quase-ódio por parte de determinados indivíduos na Missão com adolescentes. Na época, porém, contávamos com um excelente cuidado pastoral, que apesar de discordâncias, sempre nos tratou com paciência e amor. Porém com o passar do tempo, com mudanças na liderança, o que restou para mim e Renan Diniz fora o "exílio" e afastamento da liderança da MCAD. Foi nesta época que este blog surgiu.
Renan Diniz

As lutas aumentaram ainda mais, haja vista que não somente criticávamos práticas extra e anti-bíblicas, como também falávamos de questões contemporâneas que até mesmo alguns pastores tremem: política eclesiástica, em especial a assembleiana contemporânea. Mesmo em meios a tantas dificuldades, a mão soberana de Deus nos guiou e protegeu, conhecemos pessoas fantásticas e criamos amizades com pessoas que nem sonhávamos em poder ter. Fomos restaurados nos cargos de liderança, Carlos Eduardo foi consagrado à pastor-evangelista e tive a honra de ser escolhido para integrar a equipe docente da Escola Dominical da Missão com Adolescentes. Muitos dos que nos criticavam, se não entenderam nosso posicionamento, pelo menos viram que não somos fãs de Anás e Caifás e a comunhão cristã foi fortemente aperfeiçoada com amor, outros que permaneceram contrários e partiram para outras igrejas, e outros que ainda discordam de nós severamente, pelo menos por enquanto ainda não levantaram seu estandarte novamente, tendo buscando manter a paz e a comunhão cristã, sendo que a estes fica registrado que não lhes desejamos nenhum mal.

Os Novos Desafios

Há muito o que fazer, desafios a serem vencidos, lutas a serem travadas. Neste mês de dezembro, podemos enxergar o quanto ainda distante estamos no serviço cristão, e assim também sabemos o quanto necessitamos aprender e ensinar aqueles que ainda são mais fracos do que nós.

Carlos Eduardo

Os problemas estão aí, só não enxerga quem não quer ver, ou ainda sua visão ainda está como a de um bebê recém-nascido.
Que Deus possa nos ajudar e que Seu Santo Espírito possa nos guiar, para a glória do nome do Senhor Jesus.

A todos os leitores do GQL, aos nossos amados irmãos em Cristo da blogosfera, o nosso desejo é um ano novo repleto de inúmeras bençãos e felicidades espirituais.
E que possamos nos deleitar ainda mais com a nossa Comunhão de Cristo e no nosso relacionamento como corpo, a Igreja do Senhor.



Um feliz 2009!

                                                                                                                                                                                                                                                                     Victor Leonardo


Soli Deo Gloria

P. S :Gostaria de Agradecer ao irmão Ednaldo pela confecção deste Template, Deus te abençoe irmão amado!

terça-feira, dezembro 23, 2008

Ainda sobre o natal


Devido a certos "problemas técnicos"(leia-se código html) um artigo escrito por Nilton Rodolfo, que tem como objetivo também fazer uma reflexão e também edificação sobre o natal, que seria publicado neste espaço, acabou sendo deslocado. O artigo, que é inédito, está disponível no site da GQL, para acessá-lo basta clicar aqui.


OBS: Como grandes e amados irmãos em Cristo fizeram comentários desejando um natal abençoado, achei justo e agradável colocá-los no post anterior.



Soli Deo Gloria

segunda-feira, dezembro 22, 2008

Um Natal Legítmo


Três homens haviam andado muito tempo em busca do menino, eles vinham do oriente e foram à Jerusalém. O que os guiava na busca pelo menino era uma estrela brilhante, que não parava fixa em lugar. Depois de encontrarem com um impiedoso rei e continuarem sua busca, finalmente viram a estrela se fixar. A Escritura relata: "... e eis que a estrela, que tinham visto no oriente, ia adiante deles, até que, chegando, se deteve sobre o lugar onde estava o menino. E, vendo eles a estrela, regozijaram-se muito com grande alegria." (Mateus 29-10) Não há dúvidas da beleza do episódio bíblico que relata o nascimento de Jesus, e com certeza a busca dos magos nos faz pensar e refletir: o foco da busca dos magos era o menino.
Era a ele em que eles buscavam, pois já dantes os profetas, inspirados relatavam que um menino havia de vir (Is 9:6). Quando finalmente a estrela parou, eles sabiam o motivo. Eles se alegraram. Eles encontraram o que buscavam. Eles encontraram o Senhor Jesus. Quando o encontraram, regozijaram-se muito, com grande alegria. É isso que acontece com cada cristão que genuinamente conhece a Cristo. Esse menino nasceu, cresceu e morreu na cruz do calvário por nós, para que quem crer n'Ele não pereça, mas tenha a vida eterna (Jo 3:19).
É por isso que o natal deve ser um momento especial para nos regozijarmos, pois assim como os magos, encontramos o menino que Deus nos deu. Para você que não conhece o legítimo Senhor, fica registrado aqui o nosso intenso desejo que o conheça, pois este menino não continuou numa manjedoura, mas cresceu, morreu por você e ressuscitou. Este Homem estava com Deus, e é Deus (Jo 1). Todos que abandonarem sua rebelião, se arrependerem de seus pecados e crerem no Evangelho serão salvos (Mt 4:12-17). Que Deus abençoe você neste Natal com sua maior dádiva: O seu Filho amado.

A GQL deseja a todos os blogueiros Um feliz natal e que Deus os abençoe!

Soli Deo Gloria

sábado, dezembro 13, 2008

Mais uma matéria super(des)interessante


No mês de dezembro, a grande mídia se volta para as comemorações de natal, muitas vezes não do jeito que deveria(o foco são compras e Papai Noel), mas obviamente que há exceções, o que não foi o caso da revista Superinteressante desse mês.
O que vi foi uma matéria que utiliza não somente poucas, mas duvidosas fontes(duas apenas), sendo que uma delas é a ex-freira Karen Armstrong, que já publicou vários livros, dentre os quais destaca-se Uma História de Deus. Conhecida pelo seu liberalismo teológico, os argumentos dela já foram rebatidos, direta e indiretamente, por vários apologistas norte americanos como Willian Lane Craig e Norman Geisler.
Fora isso, vemos teorias como a dos vários escritores do pentateuco, a inclusão do episódio da mulher adúltera em João(Algo já refutado pelo Texto Recebido e Majoritário grego, além do testemunho do próprio Agostinho), a semelhança da história de Gilgamesh com os primeiros capítulos de Gênesis( o que não enfraquece, mas sim fortalece o relato bíblico), e outros.
Conhecida por tentar atacar a fé cristã, mais uma vez a Superinteressante dá para o público uma matéria parcialíssima, mal pesquisada, com argumentos liberais há muito, pela graça de Deus, rebatidos. Juntamente com os claros tendenciosismos e sensacionalismos, marcas registradas da revista quando o assunto é religião.
Pode-se dizer que a linha adotada pela revista é claramente anti-religiosa, mas acima de tudo, sensacionalista. Simplesmente lamentável. O pior é que muita gente que não possui conhecimento bíblico acaba caindo nesta enrascada.
Detalhe interessante: segundo a revista, o trecho bíblico de 1 Timóteo 2:12 foi um acréscimo posterior, adicionado por um escriba, haja vista que o cristianismo sempre pregou a igualdade entre os sexos. Hum, será que senti um cheiro de mulheres no pastorado? Creio que não, mas com certeza isso pode servir como um prato cheio para os desavisados. Cuidado igualitaristas!

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Síndrome de Eva - Por que não elas parte 2



-->
"...Eu sou terminantemente contra mulheres se tornarem pastoras. Na verdade, jamais vi um só bom exemplo, e isso tão pouco é bíblico. Também não acho que esposa de pastor seja "pastora" por conta do casamento. Ora, de modo equivalente se a esposa do pastor for ministra de louvor, o pastor não será ministro de louvor automaticamente. Deus distribui os dons individualmente, a cada um."
Essa frase da blogueira Maya Felix, postada em artigo anterior, resume muito bem o pensamento diferencialista. O caso de Maya e de "minha mestra" são apenas alguns exemplos de mulheres que são contra o ministério feminino, tão paparicado por alguns. Tal exemplo reforça duas verdades: A primeira, é que não precisa a mulher possuir uma determinada função dentro do contexto eclesiástico para poder realizar e contribuir com alegria para a obra de Deus. Pelo contrário, muitas mulheres do passado contribuíram, até mesmo na área de ensino sem possuir a função e ofício pastoral. Então surge a pergunta: Por que tanta luta por esse ofício e função? A resposta não é tão complicada:
a) O feminismo pós-moderno: Com o advento do movimento feminista, mais e mais mulheres começaram a ter pensamentos e conceitos estranhos e alheios à Palavra de Deus. A mulher, antes vista como uma auxiliadora valorosa, exemplo para a família, agora deveria correr em busca de seus objetivos e sonhos, a despeito de seu marido, filhos ou família. O trabalho e a satisfação individual deveriam vir em primeiro lugar. Algumas mulheres podem objetar dizendo: "Mas o que há de errado em buscar um emprego, realizar seus sonhos, ter uma vida um tanto quanto independente de terceiros?". Não é pecado a mulher procurar ter uma formação intelectual e profissional, estou longe de ser contra isso, pelo contrário. O grande problema é quando essa busca de realização é tudo o que importa, na verdade é o que mais importa na vida. Um modo de vida onde maridos e filhos são o segundo plano e muitas vezes não há espaços ou tempo para eles. Hoje, os problemas na família cristã cada vez mais se dão por conta dos pais, que não buscam educarem os seus filhos na Palavra de Deus, deixando essa responsabilidade para a Xuxa, Ivete Sangalo, Cláudia Leite e tantas outras pedagogas capacitadas, sem citar a pobrezinha da empregada doméstica, responsável por quase todas as tarefas domésticas, inclusive de lavar, passar e fazer a comida do marido (e aí se o marido admirar mais a empregada do que ela, ou acontecer algo pior). Infelizmente esse pensamento vem invadindo a igreja e cada vez mais sobra para os teólogos, pastores e professores de Escola Dominical enfrentarem tais mazelas. Muito dos problemas familiares hoje em dia acontecem por causa que os pais não buscam orientar seus filhos dentro da Palavra, e querem que o professor de Escola Dominical resolva tudo isso nos cinqüenta minutos- que tempo curto! - do santo domingo. É necessário cada vez mais moças e mulheres cristãs aprendam o valor da submissão e a dádiva de ter filhos e a função de mãe. cada vez mais temos homens fracos e que não sabem como exercitar sua virilidade e firmeza, tanto teológica como pessoal, por negligência do cuidado materno. Em toda a Bíblia vemos o quanto era importante para as mulheres terem filhos, sendo o exemplo de Ana um dos mais bonitos (1Sm 1)¹. Talvez a frase de John Wesley resuma o que quero dizer: "Aprendi mais sobre cristianismo com minha mãe do que todos os teólogos da Inglaterra".
b) - A grande ignorância por parte de moças e mulheres cristãs sobre essa questão: Lamentável hoje a falta de conhecimento das mulheres com relação a esse assunto. Tudo o que as mulheres de hoje sabem sobre submissão é o que aprendem com a novela das oito, junte isso com o pensamento pós-moderno sobre a submissão. O fruto disso é uma verdadeira deturpação com relação ao pensamento bíblico.

John Eldrege afirmou uma verdade: "toda a filha de Eva quer controlar o seu mundo, o seu homem e o seu Deus"². Cada vez mais a igreja cristã fica alimentando as mulheres com a imagem de uma Eva pós-pecado, e cada vez mais mulheres deixam serem contagiadas por essa síndrome arrasa-quarteirão e que cada vez mais é um dos fatores responsáveis por desestruturarem famílias. Se a mulher cristã reconhecer seu legítimo e abençoado papel no lar, na igreja e na sociedade, muitas bençãos espirituais surgirão e muitos serão abençoados, em especial o homens valorosos que surgirão, além do próprio cristianismo. E com certeza, muitas mulheres terão uma enorme satisfação. Não somente pessoal, mas com certeza espiritual e glorificarão grandemente o nome de Deus.
Soli Deo Gloria
Referências:
¹ Se o exemplo de Ana é um dos mais bonitos, pode-se dizer que o de Raquel é um dos mais desesperados e intensos(Gn 30:1).
² ELDREGE, John. Coração selvagem.Rio de Janeiro: CPAD, 2004.

quinta-feira, novembro 13, 2008

Minha Mestra


Ela provavelmente não aceitaria tal título, na verdade nem gostaria que eu escrevesse algo desse porte. Apesar de sempre possuir o dom de ensino, ela nunca subestimou seus alunos e me instruiu em temas das Escrituras que ainda não tinham sido explorados por mim. Me fez lembrar e aprofundar temas como Fé X Razão, Criação X Evolução, Criação X Queda. Nunca me esqueci quando recomecei a pensar na antropologia bíblica, origem do universo, e também sobre C. S. Lewis e seus clássicos livros Cristianismo Puro e Simples, Cartas de um Diabo ao seu Aprendiz e o problema do sofrimento, sem contar os livros de Nárnia, em um tempo em que a juventude evangélica não a tinha colocado com status de "O Senhor dos Anéis Cristão".
E quando eu havia pedido livros, mas com exceção que não possuíssem referências à predestinação no sentido calvinista do termo? Sua resposta foi "aqui estão vários livros, eu sei que você não quis saber de predestinação, mas este aqui é pra estudar melhor".
Nunca me esqueci disto, ou pelo menos dos detalhes essenciais de aulas nem um pouco triviais. Nem me esqueci do confronto que levei, quando fui perguntado se era um animal ou homem, coroa da criação. Também ali aprendi que, caso quisesse discordar de um rabino, padre ou pastor, eu teria todo o direito, mas precisaria ter argumentos para objetar.
Com tudo isso também não esqueci que tudo que eu fizesse teria que levar à Glória de Deus.
Foram poucas as mulheres que tanto me influenciaram teologicamente, mas dentre estas ela possui o seu lugar reservado em minha memória e em meu coração. Hoje, certas palavras escritas há pouco ecoam cada vez mais em minha consciência, na educação, suas colocações até hoje me interessam. Em suas reflexões sobre a família, cada vez mais ficam pertinentes com fatos que cada vez mais tenho que confrontar. Esta mulher, sem dúvida foi uma grande mestra(não no sentido que esotérico que essa palavra ganhou ultimamente), uma grande professora. Além dessa justa homenagem, tenho algo a acrescentar: ela sempre repudiou o ministério pastoral feminino.

Para quem não compreendeu o texto acima(ou melhor, seu último trecho, não se preocupe. Em breve, pela graça de Deus, será postado o "segundo tomo" deste artigo.

Soli Deo Gloria

sábado, novembro 01, 2008

OS SEM IDENTIDADE


Gostaria de iniciar este artigo fazendo uma pergunta para todos que acessam este blog: "QUAL A IDENTIDADE DE SUA IGREJA ?". Faço esta pergunta pois no presente momento estamos enfrentando em âmbito mundial uma crise de identidade dentro de nossas igrejas. Eu não queria nem focar nos membros que ficam que nem folha seca indo de igreja em igreja, se alimentando espiritualmente de qualquer coisa, mas meu foco é nos líderes dessas igrejas.
Ao meu ver a principal culpa de estarmos em crise é da liderança das mesmas, pois hoje temos líderes não firmados em Cristo, muito menos na Palavra, temos líderes meninos levados por todo vento de doutrina (Ef 4.14), isso ocorre por acharem que o que acontece na sua igreja não é legal, não é atrativo, não é diferente, é na verdade ultrapassado (será o Evangelho de Cristo careta, retrogrado?) e vão a outras igrejas e copiando os novos evangelhos onde é mais importante o bem estar físico do que o espiritual dos membros, onde é mais importante a quantidade do que a qualidade, onde é mais importante as metas do que a pregação do verdadeiro evangelho (1 Co 15.1-7). É comum vermos também líderes que iniciam bem o seu ministério, mas são corrompidos por falsas doutrinas (Gl 5.7-8) e começam a deturpar a verdade.
Hoje fazendo uma análise do que se prega em nossas igrejas é uma Quimera evangélica, um verdadeiro mostro feito de partes do Santo Evangelho.
Como pode alguns líderes não entenderem o real motivo desta crise? não entendem como os membros não tem amor pelo próximo, não entendem a falta de santidade entre eles, não entendem por que suas reuniões são vazias e em épocas de festas com pregadores "renomados" suas igrejas estão cheias. Eu entendo e volto a dizer que isso é culpa dos líderes que seguem a filosofia do "tudo que é bom se copia". Devemos nos atentar e buscar realmente a essência da nossa adoração, buscar o real sentido do que dizem as Sagradas Escrituras e voltarmos a termos uma identidade genuinamente Pentencostal.


A Paz de Cristo.

Nota: Este artigo tinha anteriormente o título O Crente Canguru, mas as últimas observações de mundo me fizeram mudar o mesmo. E gostaria de pedir desculpas por estar tanto tempo sem fazer uma postagem.

Reforma Protestante: A Luta Continua


Infelizmente não tive como postar ontem(que findou alguns minutos atrás) sobre um aniversário muito especial: 31 de outubro, dia que é considerado por muitos historiadores como o dia da Reforma Protestante, o movimento que trouxe a verdade do Evangelho para a cristandade. Esse apelo já existia anteriormente. Vozes como as de John Huss e John Wycllife já bradavam a pureza do evangelho muito tempo antes de Lutero. Todavia, as 95 teses pregadas por este monge alemão foram o estopim de um movimento que atravessou, e muito, as fronteiras do Sacro Império Romano-Germano. Com os princípios do Sola Scriptura (somente a Escritura), Sola Gratia et fides (Somente a graça por meio da fé), Solo Christi (Somente Cristo) e Soli Deo Gloria (Somente à Deus a glória) as verdade fundamentais do evangelho de Cristo foram novamente estabelecidas na igreja de um mundo hostil.
Hoje, 491 anos depois, esses princípios devem continuar reinando na igreja evangélica, destacando-se a brasileira.
Cada vez mais a igreja se afasta dos Solas, cada vez mais a igreja também se afasta do evangelho. Para aqueles que querem servir fielmente à Deus, é necessário continuar na mesma luta dos reformadores, independentemente das conseqüências que isso pode ocasionar.

Que Deus nos ajude neste propósito!

Soli Deo Gloria

Para ler artigos já escritos no GQL sobre a reforma, clique aqui e aqui.

segunda-feira, outubro 27, 2008

Seriam os pentecostais Místicos?

Encontrei algo por demais interessante no site da Assembléia de Deus Pentecostal do Porto localizada, obviamente, em Portugal. Segundo o site, essa Assembléia de Deus obteve a presença marcante de Daniel Berg. O que me chamou mais atenção foi justamente certa distinção de Berg sobre os crentes desta denominação:

"Em 1932, algum tempo depois da chegada do pastor Daniel Berg (de Pr. Daniel Bergnacionalidade sueca) deu-se uma cisão no seio da Igreja Pentecostal onde se reuniam. A maioria, pouco mais de 10 crentes, partiu para o Carvalhido, mais precisamente, rua da Prelada nº 117, cuja casa de oração foi alugada pelo pastor Daniel Berg. Os outros crentes ficaram com o irmão Domingues no Bairro Leal do Bonjardim. Creio que um dos motivos da cisão seria o facto de Daniel Berg valorizar mais a Bíblia e a mensagem pregada do que os testemunhos pessoais (bênçãos recebidas) narrados durante o culto.'"

Fonte: Assembléia de Deus do Porto

Para aqueles que afirmam que os pentecostais menosprezam a Bíblia como regra de fé e prática, eis aí a posição histórica de um dos principais fundadores da maior denominação pentecostal do Brasil com relação à suficiência das Escrituras.

Soli Deo Gloria

quinta-feira, outubro 23, 2008

Uma controvérsia: Diversidade sexual X tirania da democracia no NTC News

Recentemente publiquei no blog NTC News uma crítica ao encontro que foi realizado na Universidade Federal do Pará(UFPA), promovido pelo grupo Orquídeas, uma associação com ideologia homossexual,o Título da matéria era "Diversidade sexual?" que estava associada com o tema do encontro: "Diversidade Sexual: estado laico, grantir poder, discutir direitos". Ao retornar de Macapá, eis que encontro um comentário por demais extenso sobre este post. Este comentário foi feito em conjunto por três membros do grupo, repudiando minha crítica ao encontro e também tecendo severas considerações. Utilizei também uma tréplica, que agora repasso neste espaço juntamente com o artigo da controvérsia:



Diversidade sexual?

A Universidade Federal do Pará(UFPA) está promovendo o Encontro Nacional de Diversidade Sexual, que começa hoje(09/10). No site da Universidade, se encontra a seguinte notícia:

Debater as diferenças tem se tornado, nos últimos anos, uma das mais evidentes características das universidades públicas brasileiras. Desde a implementação da lei fluminense nº 3.708, de 2001, que inovou ao destinar até 40% de cotas para negros nas universidades daquele Estado, as sucessivas adoções de políticas afirmativas estimularam, em distintos setores da sociedade, acaloradas discussões em torno da igualdade de direitos. Há, por um lado, os que alegam o caráter inconstitucional do sistema de cotas, em oposição aos grupos que observam, na medida, a reparação de erros seculares. Polêmicas à parte, o fato é que as vagas destinadas a cotistas representam uma vitória a cidadãos que, durante décadas, têm vivido à margem da sociedade.

No entanto há outros grupos, cujas idéias são pouco divulgadas no meio acadêmico, que freqüentemente sofrem preconceito. É o caso, por exemplo, da comunidade GLBTT (gays, lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais), que se reunirá a partir desta sexta, 9 de outubro, no VI Encontro Nacional Universitário de Diversidade Sexual (ENUDS), realizado, este ano, pela Universidade Federal do Pará. O evento, atualmente organizado pelo grupo Orquídeas, receberá estudantes de todo o país e terá como proposta debater questões referentes a preconceito, tolerância e aceitação sexual.

Para a socióloga Cléo Ferreira, transexual e idealizadora do Orquídeas, o ENUDS surgiu da necessidade de se conferir maior espaço ao segmento GLBTT, ainda desprovido de amplas oportunidades democráticas. <<É necessário que pensemos em todos. A UFPA, por exemplo, não tem um grupo de discussão permanente sobre sexualidade. Além disso, o preconceito é grande, inclusive entre os próprios estudantes. Precisamos lutar contra isso e mostrar que todos temos direito de tomar decisões dentro desta Universidade>>.

Além de organizar o evento, o grupo Orquídeas procura, junto à Administração Superior, apoio para a criação de um Núcleo de Estudos de Pesquisas GLBTT. <>, afirmou a socióloga.

Infelizmente a onda gayzista entra até em nossas universidades. Quer dizer então que até núcleos universitários voltados para homossexuais devem ser criados? Qual a base racional para isso? Que tipo de debate é esse que tem como tema "Diversidade Sexual"? Quantos sexos existem? Como sempre, tudo é preconceito, e cada vez mais vivemos numa tirania da minoria, onde um pequeno grupo impõe sua vontade sobre os demais, que pensam de forma diferente e não participam de suas práticas.

O que eles querem dizer com "Estado Laico: discutir poder, garantir direitos"?.
É lamentável vermos a que ponto chegamos.

para sabe mais sobre A Tirania Homossexual e Estado Laico, acesse os links:

http://juliosevero.blogspot.com/2005/04/revoluo-gay.html

http://juliosevero.blogspot.com/2005/01/preconceito-ou-no-mdia-decide.html

http://comoviveremos.com/2008/05/17/quem-manda-e-a-minoria/

http://comoviveremos.com/2008/09/05/genoino-aborto/

http://comoviveremos.com/2008/09/05/genoino-aborto/

Este é o artigo, agora a réplica:

Caro Victor, lemos o comentário que o sr fez neste blog sobre o Encontro Nacional Universitário de Diversidade Sexual- ENUDS. Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer por noticiar o encontro, que ocorreu de 9 a 12 do mês corrente na UFPA. Encontro este, que teve participação de delegações de todo o Brasil, e palestrantes ilustres, de renomes Nacional e Internacional que discutem a Diversidade sexual.
Ao contrário do que foi colocado no seu texto a respeito da “onda gayzista” a qual o sr se referiu, vemos de suma importância o debate sobre a diversidade sexual estar sendo pautado dentro da Academia. A universidade sempre se destacou como um foro de debates sobre vários aspectos da sociedade. A sexualidade pode ser entendida como um desses aspectos agregados á vida social. Para tanto, a importância de espaços para o desenvolvimento de tal debate no ambiente acadêmico deve ser implementado através de um espaço institucional.com recursos públicos para fomentar estratégias de implementação de políticas públicas para os diversos segmentos sociais.

Quanto ao tema “diversidade sexual” achamos que o senhor está confundindo sexualidade com uma acepção binária biologizante ( masculino e feminino) , porém a orientação sexual não está entrelaçada somente a isso, uma vez que dentro da subjetividade de cada um pode não existir vários sexos, mas EXISTE SIM , várias sexualidades. Em relação “as minorias” citadas no seu texto, não achamos que somos tiranos, uma vez que ninguém é coagido para participar ou aceitar qualquer coisa sobre nós, estamos apenas mostrando que falar de diversidade não é apenas “festa” como muitos pensam, mas também é algo que vai além de uma perspectiva formal de aprendizagem acadêmica , uma vez que debatemos a sexualidade numa construção plural de entendimentos, valendo ressaltar de uma forma não impositiva , mas democrática. Não há tirania das minorias, pelo contrário tal debate se pontua pela livre expressão da sexualidade, sendo que, o fato de grupos que possuam entre si identidades similares poderem se manifestar no espaço acadêmico, não obstante todo o preconceito ao qual são subjugados, mostra a importância do evento.

Sobre o estado laico entendemos que embora a religiosidade seja de grande relevância na construção da subjetividade, de modo algum as religiões podem intervir no processo de discussão das sexualidades, atravancando as garantias, os direitos a promoção de políticas públicas da cidadania LGBT.

Por isso, nós como membros do grupo ORQUÍDEAS achamos infame esse comentário que o senhor fez em relação a esse evento, no qual nós organizamos e participamos.É lamentável vermos a que” ponto nós chegamos”, como você mesmo fala , no momento em que ainda encontramos pessoas com pensamentos delimitados como o senhor que tenta mostrar que somos tiranos, mas na verdade o grande tirano é o senhor que tenta controlar as massas com essa ideologia obsoleta que o mesmo coloca em sua postagem .

Paula Ramos , estudante de ciências sociais –UFPA (HETEROSSEXUALl )

Diogo Monteiro, estudante de direito – UFPA (HOMOSSEXUALl )

Francielle Quaresma, estudante de enfermagem – UFPA ( LÉSBICA )


Agora minha resposta:

Caros, obrigado por sua participação neste espaço.

Com relação ao estar confundindo orientação sexual com uma "acepção biologizante". Não estou biologizando nada, apenas expressando uma realidade, há macho e fêmea, homem e mulher. Também creio que é da natureza e personalidade de ambos serem diferentes e complementares.
Vocês, por si mesmos, tomados de forma isolada, verdadeiramente não podem ser tidos como tiranos, todavia, ao escrever este artigo, fiz uma análise contextual. Este fato está inserido em um contexto de um país que está prestes a aprovar uma lei que classifica qualquer pessoa que se expresse de forma semelhante a mim com relação aos homossexuais seja punido com severidade.

vocês afirmam: "uma vez que debatemos a sexualidade numa construção plural de entendimentos, valendo ressaltar de uma forma não impositiva , mas democrática. Não há tirania das minorias, pelo contrário tal debate se pontua pela livre expressão da sexualidade, sendo que, o fato de grupos que possuam entre si identidades similares poderem se manifestar no espaço acadêmico, não obstante todo o preconceito ao qual são subjugados, mostra a importância do evento."
Mais uma vez, eu afirmo: hoje em dia tudo é preconceito. Houve realmente um debate ou isso foi um simpósio, uma plenária ou coisa parecida?

Vocês afirmam: "Sobre o estado laico entendemos que embora a religiosidade seja de grande relevância na construção da subjetividade, de modo algum as religiões podem intervir no processo de discussão das sexualidades, atravancando as garantias, os direitos a promoção de políticas públicas da cidadania LGBT."
Direito Homossexual? Como assim? Porventura o homossexual é um cidadão mais especial que os outros, devendo o Estado não somente garantir esses "direitos" como promover "políticas públicas"? Que estado Laico é esse? O homossexual não deve ser privado de exercer os direitos de um cidadão comum. Mas o estado é laico: que por sua vez infere que haja a liberdade de religião, e não LIBERDADE DA RELIGIÃO.

Para finalizar meu comentário, primeiramente cito o último de vocês:"Por isso, nós como membros do grupo ORQUÍDEAS achamos infame esse comentário que o senhor fez em relação a esse evento, no qual nós organizamos e participamos.É lamentável vermos a que” ponto nós chegamos”, como você mesmo fala , no momento em que ainda encontramos pessoas com pensamentos delimitados como o senhor que tenta mostrar que somos tiranos, mas na verdade o grande tirano é o senhor que tenta controlar as massas com essa ideologia obsoleta que o mesmo coloca em sua postagem ."

Ah é? então quem é o tirano agora sou eu? porventura não posso eu me expressar livremente? Criticar algo que eu não concordo? Critiquei sim os pressupostos que colocaram neste evento, assim também como o vosso conceito sobre o estado laico, assim também como esta forma de produzir este evento. tenho liberdade de criticar, e isso sim faz parte de uma democracia. Vocês têm liberdade de me criticar, eu também tenho a liberdade de criticá-los.

No mais, quero que saibam que nada tenho contra a pessoa em si de cada um que aqui se manifestou, mas sim contra suas práticas e contra este movimento. Meu desejo é que os olhos de cada um sejam esclarecidos por Jesus, e que atentem para o que Deus quer de cada um de vocês. Abandonando o pecado e se agarrando no Santo amor de Deus(se possível, leiam com mente aberta o evangelho de João e a epístola de Paulo aos Romanos).

Atenciosamente,

Victor Leonardo Barbosa - Cristão, estudante de jornalismo - Feapa.


Que Deus possa iluminar aqueles que estão em trevas.


Soli Deo Gloria

segunda-feira, outubro 20, 2008

Na escola de mestres - sob o calor de Macapá




Como foi relatado no post anterior, eu e Carlos Eduardo viajamos há uma semana atrás rumo à Macapá para a 14° Conferência de Escola Dominical, promovida pela Casa publicadora da Assembléia de Deus(CPAD). Graças à Deus, a semana inteira que passamos lá foi repleta da benção, comunhão e alegria com Deus e nossos irmãos. A conferência, realizada no Ceta Ecotel, foi muito bem planejada e administrada pelos organizadores no evento, incluindo o seu término(exatamente no horário previsto). Por motivo de força maior, não puderam comparecer o presidente da CGADB, o pastor José Wellington, o seu filho, pastor Wellington Júnior e o grande pastor Antonio Gilberto, todavia, o evento de forma alguma foi prejudicado. No lugar do pastor Antonio Gilberto, recebemos os brilhantes estudos do pastor Claudionor de Andrade, um autêntico mestre, além dos pastores que tivemos um grande privilégio de conhecer pessoalmente como César Moisés, Esdras Bentho, Marcos Tuler , Geremias do Couto e Eliézer Moraes, sem contar que virmos de perto Vitorino Silva, Lília Paz, professoras Telma Bueno, Helena Figueiredo e Joane Bentes. Eis aí algumas fotos(de vez em quando alternadas):


Pastor Victorino Silva






Pastor Eliézer Moraes


Pastor Esdras Bentho




Pastor César Moisés


Pastor Marcos Tuler

Irmão Ronaldo Rodrigues de Souza

Pastor Claudinor de Andrade

Pastor Geremias do Couto





Professora Telma Bueno

Foi uma grande honra para nós também poder ouvir estes grandes mestres de Deus, que eles possam caminhar cada vez mais firmes e fortes na comunhão cristã e no ensino bíblico sadio e com qualidade. Aprendemos bastante. que Deus os abençoe grandemente!

Soli Deo Gloria

Obs: Os irmãos também estão de parabéns pela coragem ao permanecerem com terno e gravata em um calor de aproximadamente 35° a 40°(em especial no sábado, que foi o dia mais quente, he he).

sábado, outubro 11, 2008

Rumo à Macapá


Devido a certas dificuldades para a nossa saída no dia 14 deste mês(pós-círio), eu e Carlos Eduardo embarcamos hoje(na verdade vai ser amanhã, de madrugada) rumo à Macapá, onde será realizada a 14° Conferência de Escola Dominical, promovida pela CPAD, a ser realizada no ECOTEL, Fazendinha.
Depois de muito tempo(mais de 10 anos) volto à Macapá, uma cidade onde passei lindas férias quando criança.
Pela graça de Deus vamos de avião, uma viagem que só dura cerca de 45 minutos(se fossemos de barco, duraria 30 horas, se de navio, 24 horas).
Macapá se situa exatamente em cima da Linha do Equador, ou seja, com um clima equatorial, a temperatura chega a ser(ou temos a sensação) mais quente que em Belém(média de 30° a 35º graus), houve certas épocas em que a temperatura chegou à 40º graus, mas parece não ser o caso este ano.
Vamos ver como nossos irmãos do sul e sudeste vão aguentar( he he)!

Soli Deo Gloria

quinta-feira, outubro 09, 2008

Mais um prêmio - para a glória de Deus


Depois te termos recebido o Butterfly Awards,o GQL é mais uma vez agraciado com o prêmio Dardos, famosa premiação que já foi compartilhada com vários blogues ao redor da rede. O GQL foi indicado pelo irmão blogueiro Bruno Oliveira, do Pecadofobia. Com mais esse prêmio só nos resta mais uma vez falar com grande alegria: SOLI DEO GLORIA.

Segundo seus idealizadores: com o Prêmio Dardos se reconhecem os valores que cada blogueiro emprega ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, que em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras. Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.


As regras para aceitar esse prêmio são:
1. Aceitar exibir a distinta imagem e cumprir as regras.
2. “Linkar” o blog do qual recebeu o prêmio.3. Escolher 15 blogs para entregar o Prêmio.


Acrescentaremos os blogues indicados com o Butterfly para receber o Dardos e indicamos mais estes:

Julio Severo
Ensino Dominical
Silas Daniel
Logos News
Sinergismo
Teologia com Graça
Notícias Cristãs
O Tempora O Mores


terça-feira, outubro 07, 2008

Consagrado à evangelista



Há alguns sábados atrás, ocorreu uma grande consagração de evangelistas, no templo-central da igreja-mãe em Belém. Dentre os muitos estavam Carlos Eduardo, do GQL, e Jônatas Gomes, meu amigo e coordenador da EBD da MCAD. Que Deus possa abençoar mais e mais os vossos ministérios com integridade, ética e fidelidade à Palavra de Deus.






Obs: como estes posts são apenas notas, achamos por conveniente não colocar espaço para comentários.

Depois da controvérsia: Um ano depois do "Nós Cremos"



Completou-se recentemente um ano da controvérsia envolvendo as revistas da escola dominical em Belém. Na época, o GQL ficou por demais movimentado com os post que relatava a controvérsia envolvendo a liderança da igreja em Belém com proeminentes líderes de outros estados.
Essa época foi um período difícil,que só agora foi relatado em detalhes. Caso os irmãos queiram ver ou rever os dois posts dessa controvérsia, juntamente com detalhes adicionais que não foram relatados na época, aliada a uma pequena reflexão, é só entrar no GQL - O Site da Geração.


Soli Deo Gloria

sexta-feira, outubro 03, 2008

Blog GQL recebe o prêmio Butterfly Award.


É com grande alegria que fomos um dos blogs premiados(por indicação do João Paulo, autor do Blog do JP ) com o Butefly Awards - For the Coolest Blog I Ever Know.

Como o prêmio é comunitário, devemos indicar(no mínimo) outros 7 blogs vencedores.

Eis aí os indicados pelo GQL.

Teologia Pentecostal
Blog do Pastor Altair Germano.
Pecadofobia - Blog do Bruno Oliveira.
Blog do pastor Ciro Zibordi.
Chama Pentecostal.
Point Rhema
Divinitatis Doctor - Blog do Ednaldo.

Esclarecemos que,apesar de termos escolhidos estes ste blogs, isso não significa que os outros sejam por nós menosprezados, como o Julio Severo, Ensino Dominical ou o Sinergismo, entre outros.

Só podemos é agradecer à Deus por mais uma benção.

Soli Deo Gloria

OBS: As regras para aceitar esta premiação:



1)Colocar este logo no seu blog;
2)Adicionar o link do blog que lhe ofereceu o prêmio;
3)Indicar no mínimo 7 outros blogs;
4)Adicionar no seu blog os links destes outros blogs que acabou de premiar;
5)Comunicar os premiados.

quinta-feira, setembro 25, 2008

Quando vier o Filho do homem - uma reflexão escatológica


Ao viajar recentemente para a ilha de Soure, no marajó, algo inusitado ocorreu quando estávamos no barco: enquanto Eduardo dormia, eu e Nilton descemos para beber água e refrigerante, além de olhar o rio o mais perto possível. Depois de certo tempo, quando voltamos, lá estava Eduardo, com cara de sono, atentando para nós. Ele comentou: "pensei que vocês tivessem sido arrebatados". Eu retruquei: "Isso realmente não será muito diferente do Dia."


O que me chamou a atenção neste fato foi com relação à quantidade de pessoas que estavam no barco. Era um número considerável, mas mesmo assim creio que praticamente ninguém(a não ser Eduardo), que daria por nossa falta, mesmo que já nos tivessem visto mais de uma vez dentro da embarcação. Ao refletir um pouco sobre escatologia, noto como verdadeiramente há um forte sensacionalismo sobre este tema, já bastante divulgado na mídia evangélica e até mesmo secular, livros como Deixados para Trás vendem milhões, além dos filmes como Megido ou até mesmo o teologicamente picareta Fim dos Dias. Noto também a vertente teológica que defende fortemente um último avivamento, ou como é melhor chamado, a "Última Chuva", que afirma que existirá um último mover de avivamento (mesmo em meio à apostasia) que será superior ao relatado em Atos dos apóstolos. Estes teólogos afirmam estar se baseando nas escrituras, onde "A última é melhor que a primeira". Discordo sinceramente desta posição.
Ao atentar para a riquíssima parábola da viúva persistente em Lucas 18, Jesus revela o quanto é importante a persistência, perseverança e fé na oração. E também Jesus profere uma pergunta impactante: "Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?"(Lc 18:8b). Tal pergunta não implica somente em mantermos nossa fé quando querermos algo santo de Deus( isso também, uma vez que tal pergunta está perfeitamente de acordo com o contexto da parábola) mas uma realidade forte dos últimos dias: a apostasia da igreja. Muitos vêm a apostasia em um formato bastante europeu: igrejas com portas fechadas e muito paganismo.
Esse formato de apostasia provavelmente ocorrerá em muitos lugares, mas sinceramente devemos também ponderar justamente o contrário: quem disse que somente igrejas vazias são sinais de apostasia? A história cristã muitas vezes demonstrou que uma igreja cheia não é sinônimo de avivamento(apesar de o avivamento muitas vezes ser seguido disso). O amor de muitos se esfriará. Muitos dentro da igreja. A heresia prosperará. John Macarthur afirmou que a heresia vem montada nos lombos da tolerância. Apesar de crer nesta afirmação, também creio que muitas vezes ela vem montada nos ombros da indiferença.

Talvez não haja( e provavelmente não haverá) um grande alarido, ao estilo de escatologia Holywoodiana, de pessoas de diversos lugares tendo desaparecido. Muitos dentro da igreja nem se darão conta que Jesus voltou. "Por isso, estais vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir em uma hora em que não penseis"(Mt 24, 44), muitas igrejas poderão estar lotadas quando nosso Senhor vier, e continuarão lotadas depois de sua vinda. Um poderá perguntar:"Onde estará aquele irmão x?", em que outro retrucará: "não sei, quem sabe se desviou".
Assim como Cadu testemunhou um "desaparecimento", apenas o que estiverem próximos dos crentes testemunharão um súbito arrebatamento(Mt 24:40, se possível, leia a partir do 35), outros se darão conta apenas depois, quando se converterem no período da tribulação.
A igreja evangélica cada vez mais mergulha numa crise sem precedentes, onde muitos escutam falsos doutores, que nada mais são do que fontes sem água( 2 Pe 2:17). Haverá uma forte indiferença às doutrinas bíblicas e ortodoxas, muitos buscarão ouvir coisas agradáveis e se voltarão para as fábulas(1Tm 4:1-4). Falsos profetas enganarão a muitos, por isso as ovelhas são tão fortemente alertadas por Cristo(Mt 7:15-17). Sem contar as inúmeras perseguições que sobrevirão aos crentes(Mt 24: 1-14).
Não quero com isso afirmar que defendo um pessimismo missionário ou evangelístico, pelo contrário, creio que cada vez mais que se aproxima o retorno de Cristo, creio que cada vez mais é necessário evangelizar mais e melhor. Assim também como creio que muitos avivamentos poderão vir. Mas busco não me deixar levar por sensacionalismo para definir a escatologia ou teses sem respaldo bíblico, pois fazer isso é ferir a própria Bíblia e deixar se levar pelos modismos do momento. É necessário que a igreja cada vez mais esteja sempre pronta para o retorno de Cristo e não se ache em falta. Nem tampouco sua preparação, como diria John Macarthur, estar condicionada à eventos atuais, como guerras políticas ou catástrofes climáticas(não que isso não sirva de alerta e sinal). Mas que possamos estar sempre prontos e firmes naquele que é a nossa Rocha e verdadeira base de nossa sustentação( 1 Pe 2: 6).

Amén.

Soli Deo Gloria

Referências:
Macarthur, John. A segunda vinda. Rio de Janeiro: CPAD,2008

segunda-feira, setembro 22, 2008

Evangélicos na Feira



A XII Feira Pan-amazônica do Livro, que teve início nesta sexta-feira(19/09), No Hangar- Centro de Convenções em Belém já atraiu milhares de pessoas. Visitei sábado e ontem a feira, que neste ano infelizmente não teve, como em 2007, o "Gueto evangélico", porém estavam presentes várias lojas evangélicas, como a Benção Livros, que vende os mais variados livros teológicos(ela está situada ao lado do Seminário Teológico Batista Equatorial, um dos mais tradicionais em Belém), a Kadosh e a CPAD, entre outras. Infelizmente não vi a livraria presbiteriana John Knox na feira, mas em compensação, graças à Deus, a CPAD deu um bom desconto para pagamentos de livros à vista. Creio que esse evento proporciona um encontro maior da população da cidade com a literatura evangélica. A feira vai até o domingo(28/09).
Obs: estes são apenas leves comentários que achamos relevantes relatar. Não deixe de ler o artigo sobre liturgia escrito por Renan Diniz.








sábado, setembro 20, 2008

Começa a XII Feira Pan-Amazônica do Livro


No período de 19 a 28 de setembro de 2008, no Hangar, a Feira Pan-Amazônica do Livro alcançará a sua décima segunda edição.

Realizada anualmente pelo Governo do Estado do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, a Feira Pan-Amazônica já se encontra no ranking das maiores Feiras do Brasil. Além da mostra e difusão da produção literária regional e nacional, a programação do evento reunirá também música, cinema, teatro e artes plásticas em um momento de celebração cultural.

A Feira Pan-Amazônica recebe todos os anos um grande público composto de leitores, principalmente de jovens estudantes, além de convidados renomados e editoras reconhecidas no mercado.

Fonte: Site oficial da Feira


Se a feira for semelhante à do ano passado, a literatura evangélica terá um excelente espaço de divulgação. Em 2007, houve um verdadeiro gueto evangélico na feira, onde estavam presentes as livrarias CPAD(pentecotal), John Knox (presbiteriana) e Kadosh (indefinida, com literaturas pentecostais, tradicinais e neopentecostais). Infelizmente (ou felizmente), apenas a livraria presbiteriana tinha os preços e promoções mais acessíveis para o cliente. Não houve uma mudança significativa nos preços das outras duas livrarias. É esperar para ver como será este ano.

Obs: Não deixe de ler o artigo anterior de Renan Diniz

segunda-feira, setembro 15, 2008

Cara não se preocupe só ADORA !! Será ??

A paz do Senhor irmãos,

Nesse artigo queria falar um pouco sobre alguns assuntos que venho debatendo muito aqui na minha cidade, um deles é: Quanto tempo a Palavra deve ter dentro de um culto, ou quanto deveria ter.

A maioria dos cultos tem a duração de 2 horas, em muitas igrejas os formatos do culto são parecidos: Oração inicial, palavra inicial, louvor, apresentação dos visitantes, testemunho, oferta, a tão esperada PREGAÇÃO (pelo menos eu espero), o apelo e o oração final. Abra sua Bíblia em 1 Co 14. 26, e leia.

Antes de continuar queria conta uma pequena historia de dois amigos que acabaram de sair de um “culto”. Um deles é o João (anfitrião) e o segundo o Marcos (convidado).

- E ai Marcos o que achou do culto na minha igreja ? pergunta João.

- Achei bem diferente da minha .

- Como assim diferente?

- Na nossa igreja temos um tempo pra palavra no fim do culto.

- Daí João responde feliz da vida: Cara se não viu os 10 minutos finais ? era a pregação!

- Marcos com ar de tristeza responde: Ah era ? tá bom então, to indo ! falou !!

Esse diálogo retrata bem o que anda acontecendo em nossas igrejas. O louvor principalmente, vem tomando muito tempo do culto, e acaba deixando a palavra de lado, sem o seu devido valor.

De forma alguma quero condenar o louvor e sua importância, ou determinar um exato espaço de tempo para que as coisas aconteçam, mas temos que ter em mente que o elemento mais importante de um culto é a PREGAÇÃO, é a palavra de Deus que ensina, exorta e revela o que Deus quer pra nós, sem falar que muitos já nem sabem se estão em um culto ou em um Show. Em um culto devemos ter reverencia pois é uma assembléia solene, conforme está citado em 1 Co 14. 26-40, entretanto o que vemos hoje são cultos cheios de “paparicos” para atrair a atenção das pessoas e suas concupiscências e não a presença de Deus. É triste mas aqui mesmo em Belém já escutei comentários de muitos que freqüentam cultos não pelo culto em si e seu objetivo, mas pelos Bate-papos, Dinheiro ou Poder. Você pode me perguntar: "Mas Renan, conheço o fulano de tal que foi convertido através do louvor tal ou da peça de teatro tal, de um culto que fomos...", que bom, Graças a Deus por isso, eu também conheço, mas a peça tal ou o louvor tal só tocou nessa pessoa principalmente pela Palavra de Deus inserida nessa peça, isso é um dos motivos que apoio o uso do TEATRO ou DANÇAS mas eles tem seu lugar certo (praças, Shows, evangelização em ruas) e de maneira nenhuma podem tomar o tempo da PREGAÇÃO principalmente em um culto, mas até quando vamos dirigir nossos cultos dessa maneira? Com muito oba oba e pouca palavra.

Que possamos refletir nisso e se não pudermos melhorar nossos cultos diretamente que oremos para que Deus mude o pensamento dos lideres de nossas igrejas.

Um Abraço.

sexta-feira, setembro 05, 2008

A Queda do Receptus: A História do Texto Moderno(Ensaios Sobre Crítica Textual parte 2)


Como foi relatado na primeira parte deste tema, a crítica textual pode ser perigosa para o texto bíblico e não somente a Alta Crítica, que desmerece boa parte do sobrenatural dos fatos bíblicos, mas a também chamada baixa crítica textual, que põe em cheque boa parte da autoridade bíblica em alguns trechos do texto sagrado.
A baixa crítica é formada em sua maioria por críticos do texto bíblico tradicional, editado na época da reforma por Erasmo de Rotterdan( levemente modificado em suas outras edições, feitas por ele próprio, Teodoro Beza os irmão Elzevir e Robert Stephanus), preferindo um texto mais "moderno" baseado, segundo eles, em manuscritos mais antigos e confiáveis do texto bíblico. Antes de adentramos sobre a qualidade interna destes manuscritos, cabe avaliar sua história e de como o atual texto moderno predomina na preferência da crítica textual do Novo Testamento.
Do século XVI ao século XIX e início do XX o Textus Receptus(Texto Recebido), formado pela Majoritária gama de manuscritos bíblicos em grego existentes até então, oriundos da cidade de Bizâncio, era considerado o texto definitivo do Novo testamento, haja vista que ele reuniu definitivamente em um só volume o conteúdo dos manuscritos bíblicos até então. O Texto Recebido também recebeu o nome de Texto Majoritário(não utiliza mais esse nome por razões que veremos mais adiante) e Texto Bizantino(Antioquia).
No decorrer dos tempos a crítica textual foi mudando consideravelmente, influenciando também a manuscritologia bíblica*, além do liberalismo teológico que começou a varrer a Europa no século XVIII. No século XIX, de forma surpreendente, dois manuscritos gregos até então desconhecidos são altamente popularizados por dois sacerdotes anglicanos, Brooke Fess Westcott e John Anthony Hort.
As origens desses manuscritos são motivos de polêmicas no meio textual, e ainda mais polêmica e estranha foi a história de suas descobertas. O primeiro texto a ser descoberto, foi o manuscrito conhecido como Aleph, foi encontrado pelo explorador de textos antigos Constantin Tischendorf, em visita ao mosteiro de Santa Cantarina, no monte Sinai. Ao se deparar com alguns manuscritos que seriam utilizados para acender o fogão do mosteiro, Constantin os retirou e atentou para seu conteúdo, que incluía O Pastor, de Hermas ( antigo documento patrístico), a Septuaginta, a Epístola de Barnabé e um Novo Testamento completo. Tischendorf ainda tentou negociar os manuscritos com o monges, mas eles recusaram-se vendê-lo, permitindo que Constantin apenas copiasse uma página. Depois de alguns anos, ele conseguiu finalmente o manuscrito, onde o levou para a Rússia, e posteriormente, a Alemanha, copiando seu material e o publicando em quatro volumes. No mosteiro que Tischendorf encontrou o manuscrito,certos detalhes de sua aparência certamente incomodam. O relato, a seguir, veio de R. L. Hymers, teólogo batista:

"Eu me tornei convicto da superioridade do Texto Recebido durante uma viagem à Península do Sinai, no verão de 1987. Minha esposa e eu éramos parte de uma expedição que escalou o Monte Sinai. Depois que descemos, visitamos o Monastério Santa Catarina, que se localiza ao pé da montanha. Eu fiquei chocado com as características estranhas e mesmo satânicas deste monastério. As caveiras de monges de todos os séculos estavam amontoadas em um grande aposento. Esta montanha de caveiras tinha entre uns 2,10 a 2,40m de altura. O esqueleto de um dos monges estava acorrentado a uma porta adjacente a esta pilha de caveiras, deixado lá como um guarda de idade indeterminável. Dentro do próprio santuário do monastério, ovos de avestruzes pendiam do forro, lâmpadas tenuamente iluminavam a atmosfera tenebrosa, e estranhos desenhos e pinturas contrárias às Escrituras decoravam o edifício inteiro. "Fomos guiados através deste fantasmagórico convento para o local onde os rolos Sinaiticus tinham sido guardados através dos séculos, por estes monges, até serem descobertos por Tischendorf, levados à [Rússia, publicados na] Alemanha, e finalmente vendidos à Grã Bretanha. Enquanto eu estava de pé em frente à caixa onde o manuscrito Sinaiticus tinha sido guardado antes de ser roubado por Tischendorf, eu tive a distinta impressão de que nenhuma luz espiritual poderia vir deste local..."

Outro detalhe importante: Os monges do mosteiro iriam queimar o manuscrito, não atribuindo a ele nenhum valor especial.
Constantin também conseguiu, de forma semelhante ao Sinaiticus, acesso ao Codex Vaticanus, guardado na biblioteca do Vaticano. Este, por sua vez, é tão antigo quanto Aleph(também conhecido como Sinaiticus e B'). O ambiente do vaticano, diga-se de passagem não é menos escabroso que o mosteiro de Santa Catarina, mas obviamente estes são detalhes adicionais.
O manuscritos possuíam algo que os diferenciava dos demais: a idade e o local de origem. Enquanto que os manuscritos bizantinos eram oriundos de regiões de Constantinopla, cidade apoiada pela "escola teológica" de Antioquia, Os manuscritos Sinaiticus e Vaticanus eram provenientes de Alexandria, no Egito, sendo esta uma considerável rival de Constantinopla. A idade dos manuscritos bizantinos, extremamente concordantes entre si, é do século V em diante, enquanto que os manuscritos alexandrinos são do século IV (sendo o Vaticanus ligeiramente mais novo que o Sinaiticus e em melhor estado de conservação.
É nesse contexto que surgem a figura de Westcott e Hort. Ambos estudiosos anglicanos. Hort se destaca por um ódio ao Textus Receptus, ao ponto de chama-lo de " Este vil Textus Receptus"**. Tendo com objetivo substituir o Textus Receptus, os dois amigos empreenderam a tarefa de editar um novo texto, utilizando novos tipos de conceitos de crítica textual. O resultado foi o texto crítico da Bíblia, baseado em ambos os manuscritos Alexandrinos. O texto era profundamente distinto do Texto Grego Tradicional do Novo Testamento. Um novo texto surgiu, e conseqüentemente, novas Bíblias viriam. Terá sido essa atitude saudável, afinal, quais eram os pensamentos teológicos de Hort e Westcott? É justa a metodologia da crítica textual? São questões pertinentes que não podem ficar sem respostas, ou pelo menos alguma avaliações.

Continua...

Soli Deo Gloria

* O termo manuscritologia bíblica foi cunhado pelo reverendo presbiteriano Paulo Anglada pois, segundo ele, este termo se adequa melhor do que Crítica textual Bíblica, haja vista que o material da "Crítica" nada mais é do que a Palavra de Deus.

* A frase original pode ser encontarda no livro de Wilbur Pickering, Qual o Texto Original do Novo Testamento? disponível no site Luz Para o Caminho, de Walter Andrade Campelo

terça-feira, setembro 02, 2008

Em Breve...


Será publicado o artigo de Nilton Rodolfo, que relata a sua visita à uma das mais conceituadas Loja Maçônicas de Belém. O que, segundo os maçons, são boatos e o que é realidade da ordem. as figuras, os símbolos e uma eventual análise feita por Nilton nos dão um esclarecimento ainda maior do que a Maçonaria crê e pensa, sem utilizar os famosos sensacionalismos de plantão.

Aguarde...

Soli Deo Gloria.

sexta-feira, agosto 15, 2008

O(s) Evagelho(s)


Estamos em um período tumultuado no mundo cristão. Apesar das constantes batalhas de apologetas evangélicos quanto ao dito movimento da prosperidade, a maré ora parece recuar ora voltar. Sementes do evangelho antropocêntrico ainda permeiam a vida de muitos, pessoas às vezes que já são fruto de uma geração de pregadores da prosperidade. Sementes essas que querem voltar para dominar a situação.

Diante de tantas batalhas, talvez surja uma questão: Seria realmente o evangelho da prosperidade ilícito, ou algo válido no mundo (cada vez mais) "pluralista cristão"? Talvez a exposição de ambos os evangelhos, tanto o da prosperidade quanto o evangelho já há muito tempo pregado possa nos render alguma conclusão. Espero que o leitor possa avaliar a si mesmo e suas motivações ao defender uma posição, ou seja, quero dizer que a honestidade calcada no respaldo da Palavra de Deus é fundamental. Tenho minha convicção de qual lado está certo e sei que é verdade(por mais arrogante que eu possa parecer). Mas isso paradoxalmente não exclui a reflexão e o pensamento cristão,além do debate. Na verdade, o que eu quero agora é ouvir a opinião dos outros: Qual desses evangelhos é o correto? qual desses é O EVANGELHO?

Primeiramente atentemos para este:

Agora para este:

Então? Qual dos dois é o digno? É o verdadeiro?

Soli Deo Gloria

quinta-feira, agosto 14, 2008

Onde Encontrar os Fundamentalistas?

Há diversos sites fundamentalistas espalhados por aí, porém sem dúvida existem os mais famosos.

Aqui disponibilizo alguns deles para os leitores do blog.

http://www.solascriptura-tt.org

http://www.chamada.com.br

http://www.palavraprudente.com.br

http://www.espada.eti.br/

http://www.baptistlink.com/creationists/

http://www.crossway.org/sites/total.truth/

http://www.pearceyreport.com/

http://www.normangeisler.net/

http://www.wayoflife.org/

http://www.luz.eti.br/

Obs: Apesar da ala esquerda ser por demias agressiva, há exceções à regra, pelo menos nos trato com outro evangelicais. Dentre estes se destacam David Cloud e Walter Andrade Campelo.

domingo, agosto 10, 2008

Da Água Profunda e Ardente -Os Fundamentos do Pentecostalismo Puro e Simples(Águas Profundas e Ardentes,parte final)


Depois de estudarmos cada ala do fundamentalismo, cabe agora perguntar: São os pentecostais dignos de crédito? Eles possuem mesmo requisitos bíblicos para pelo menos serem considerados por outros cristãos como "servos de Cristo" ainda que equivocados? Afinal, HÁ FUNDAMENTOS PARA O PENTECOSTALISMO?

-Análise dos Fundamentalistas e Pentecostais.

Por certo há muito que aprender com os fudamentalistas, principalmente os da ala Centro-Esquerda e Centro-Direita. Assim também como repudiar os erros de ambos. Todavia, não há dúvida que os pentecostais herdaram muitas qualidades da ala que mais os odeiam(no caso a ala esquerda), todavia, essas semelhanças foram grandemente temperadas com o amor de Deus, a simplicidade e humildade e o Poder do Espírito Santo. Pentecostais sempre foram conhecidos por seus brados - Não me refiro aos brados do reteté, destituídos de respaldo bíblico. Me refiro aos brados dados por homens compromissados com a Palavra de Deus, assim também como sempre foram muito rigorosos em usos e costumes, algo que foi grandemente herdado do fundamentalismo. Esse rigor quase ou até mesmo legalista encontrado em muitas igrejas fundamentalistas, como os batistas regulares. Todavia, ao mesmo tempo vemos um desejo ardente pela salvação das almas perdidas e um compromisso maior dos pentecostais com relação ao testemunho cristão, grandemente acompanhado pelo fruto do Espírito. Os pentecostais, desde a época em que surgiram fizeram muito mais pelo trabalho missionário do que muitos cessanionistas, que querendo ou não, vêem a Bíblia nada mais como um simples documento sagrado do que como Palavra de Deus genuína.

Muito se tem falado dos pentecostais, e utilizando de exemplo uma certa ala equivocada e extremada, que mais é uma subcultura pentecostal do que pentecostalismo propriamente dito. usa-se exageros de um pequeno grupo para criticar o todo, do particular para o geral. Os pentecostais são vistos muito mais como enviados do diabo, que não crêem na suficiência das Escrituras, não possuem apoio teológico sustentável e se baseiam por impressões emocionais. Argumentos de pessoas que quase nunca pararam e conversaram com pessoas dignas de se chamarem pentecostais. Para quem possa ser contra o movimento pentecostal, considere pelo menos esses pequenos esclarecimentos:

-0 Pentecostais genuínos nunca menosprezaram a Palavra de Deus.

Muitos pentecostais podem não ter tido um educação formal em um seminário de luxo, que possui heresia e ortodoxia, santidade e pecado no mesmo espaço, como a maioria dos seminários por aí. Mas por certo o movimento pentecostal sempre buscou apoio bíblico para suas doutrinas, não cremos que pentecostais falam a língua dos anjos porque um anjo apareceu a nós e nos revelou uma verdade extra-bíblica, cremos que pentecostais falam em línguas estranhas por que vemos que isso é possível à luz da Palavra de Deus. E não de nenhuma outra fonte. Sempre buscamos apoio em nossa regra de fé, que é a Sagrada Escritura.

-Pentecostais genuínos nunca perverteram as doutrinas essenciais da Fé.

Os pentecostais nunca afirmaram que as boas obras são necessárias para obter mérito diante de Deus, mas sempre foram fiéis ao lema:"Jesus Salva". Quer tenhamos sido rigorosos no passado, tal rigor era fruto de uma mente que associava bons costumes com o testemunho cristão sadio. Nunca afirmaram arianismo, ou unicismo ou qualquer "ismo" que cheira a alguma heresia.

-Pentecostais Fizeram muito mais por Cristo neste século do que muitos calvinistas, batistas, anglicanos ou metodistas, quer fossem fundamentalistas ou não.

Não há dúvidas que o cristianismo chegou em lugares muito mais rápidos devido ao fruto do evangelismo pentecostal, quer seja no Brasil ou no exterior. É muito fácil ver igrejas tradicionais em bairros nobres, mas muito difícil encontrá-las em favelas, morros ou bairros onde o viver e o morrer andam muito perto de um ser humano.

Não...não somos deuses. Temos falhas como qualquer um movimento, temos muito que aprender e por muito ficamos separados da cultura, de uma acdemia e podemos ter cometidos exageros, mas cabe perguntar:

- É justo nos classificarem como Hereges?

você pode objetar e discordar de nossas posições, afirmar que os dons cessaram, que Deus não faz mais milagres extraordinários e tudo mais. Mas será justo afirmar que pregamos outro caminho? outro Cristo? outro evangelho?

- É Justo não termos o vosso amor?

É justo sermos maltratados, repudiados e caluniados por vocês? É justo vocês tomarem tal posição drástica, a ponto de não nos considerarem salvos, não nos considerarem irmãos?

o fundamento do pentecostalismo é Cristo! Nós vivemos por Cristo, amamos a Cristo e cremos em Cristo. Cremos que Ele revelou o Pai, e derramou o Espírito Santo, Cremos que Ele salva, e cura e batiza com o Espírito Santo. Cremos que ele morreu por nós, para nos tornar filhos de Deus. Cremos nessas doutrinas, cremos que elas vêem de Cristo, e estão registradas nas páginas sagradas. a regra que Cristo nos deu. Esse é o pentecostalismo, os dons podem ter cessado(apesar de sabermos que isso não aconteceu), Deus pode não mais curar(mas sabemos que Ele ainda cura), mas ninguém têm o direito de não nos chamarem de Cristãos, por que cremos em Cristo e cremos que por Ele temos acesso ao Pai, que por Ele recebemos o Espírito Santo. Ninguém pode tirar isso de nós. Não do Pentecostalismo genuíno, qualquer coisa que foge disso, por certo não vêem do pentecostalismo.Podemos não saber de cultura(estamos começando a ter, e como teremos se ninguém quer nos ensinar?), podemos não ter um amor por Israel(mas temos), podemos não crer em predestinação, mas ninguém pode afirmar que não amamos a Cristo e Cremos na suficiência bíblica. Quem não crê nisso não é digno de ser chamado pentecostal, nem é digno de ser chamado de Cristão. Cremos nas doutrinas essenciais, e praticamente cremos em quase todas as doutrinas por vocês expostas, mas temos diferenças, temos distinções, mas o nosso clamor é: não se afastem de nós, ainda que não dependamos de vocês.

Que Deus possa abençoar a cada um irmão Fundamentalista, assim como nós. E que possamos exaltar a Cristo e confessá-lo como Senhor todos os dias de nossa vida, para a glória de Deus pai, no poder do Espírito Santo.

AMÉN!

Soli Deo Gloria