quinta-feira, janeiro 12, 2012

Parabéns, Belém do Pará.


Belém, apesar dos pesares, eu te amo. Já tive a oportunidade de conhecer outra cobiçada, mas viver contigo é muito mais calmo. E embora não sejas perfeita- na verdade estás muito aquém do que precisas ser para mim, minha família e amigos em geral-, saiba que és amada.

Oro para que Deus continue cuidando de ti. Pois embora muitos achem que Deus não existe, devido ao fato de estares te relacionando com a insegurança, o baixo índice escolar, e a pobreza- entre muitas outras péssimas amizades. Eu vejo o agir de Deus em cuidar de ti ao restringir o agir dos pecadores- semelhantes a mim- que praticam atos perversos que causam tais relacionamentos indesejados para ti- a fim de que não declines mais ainda.

Ó Belém, cidade das mangueiras e das chuvas, quem és se não o retrato de um povo? Que mazelas são as tuas se não as mazelas de pessoas pobres, famintas, ignorantes e necessitadas de Deus? Que pobreza é a tua se não a produzida por soberbos que furtam os direitos dos pobres- quebrando assim o oitavo mandamento [1] de Deus- e por pobres que usam o pouco que tem para alimentar os seus vícios de alcoolismo, fumo e prostituição, ao invés de alimentarem seus filhos- quebrando, também, o mesmo mandamento?

Eu olho para o péssimo nível escolar de muitas de vossas crianças e para o maldito mundo do crime ao qual muitas delas adentram. E noto que a principal raiz de tanta tristeza é a falta de saber que Deus, o Senhor, criou-as. Se vosso povo, ó querida Belém, soubesse que elas foram feitas para a glória de Deus por meio de Jesus Cristo, o Filho de Deus, e se arrependessem de seus pecados e cressem no Evangelho do Cristo de Deus, recebendo assim um novo coração, uma nova vida, por meio do Santo Espírito do Senhor: tudo seria diferente. Pois a mudança que Deus opera no interior, decerto refletirá no exterior, nas ações de cada regenerado.

E é por isso, minha amada, que neste teu trecentésimo nonagésimo sexto aniversário eu quero te desejar felicidades. E sei que tais felicidades virão somente com o conhecimento do Evangelho do Senhor Jesus. Não se engane, elas não virão com um evangelicalismo crescente e sem vida que tens visto em teus átrios- os quais estão mais afastando vossos filhos do caminho de Deus do que os ajudando a caminhá- lo. Mas dê graças a Deus porque em teus próprios átrios ainda existem muitos servos fieis a Deus- a estes, une- te!

Que Deus ajude os desviados que fogem dEle em tuas ruas- para que voltem para Ele. Que Deus salve os que desconhecem ao Rei dos reis e Senhor dos senhores que vivem em tuas avenidas - como se não fossem comparecer ao Seu julgamento no último dia. E que Deus dê graça aos pecadores redimidos, que precisam muito de Cristo para glorificar o nome do Senhor em ti, pois são falhos- dos quais eu sou o maior.

“Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança” (Salmo 33.12).


         Parabéns, Belém do Pará.


Que Deus seja glorificado.

Nota:
[1] “Não furtarás” (Êxodo 20.15).

3 comentários:

Mario Sérgio disse...

Parabéns Belém! Parabéns por sua belezas e por sua gente tão bela e esforçada. A minha história de vida e de outros milhões, esta relacionada com essa cidade, pois nela nasceu a Assembleia de Deus, denominação essa que se expandiu por todo o Brasil. Por meio das Assembleias de Deus, muitos tiveram suas vidas transformadas e curadas.

Deus abençoe!

Gutierres Siqueira disse...

Nilton,

Vamos cantar: "Em Belém do Pará onde começou..." rs. Brincadeiras à parte eu deixo meus parabéns para a metrópole da Amazônia.

Nilton Rodolfo disse...

Caros amigos e irmãos,

Muito obrigado pela consideração pela minha terra querida, amada e "quase" idolatrada...rs.

Um grande abraço!